CATEGORIAS

Home / Saúde  / Você já avaliou seus Nevos?

Você já avaliou seus Nevos?

Os nevos melanocíticos, conhecidos popularmente como pintas ou sinais, são manchas ou pequenas elevações na pele que variam de castanho claro a castanho escuro, por vezes podendo ter mais de uma cor. Eles podem estar presentes desde o nascimento ou surgirem com o passar dos anos.

>> Como surgem os nevos?

Os nevos melanocíticos aparecem devido ao acúmulo de melanócitos, células que produzem melanina, sob a pele.  Localizados abaixo da epiderme, estas células se agrupam e formam os chamados nevos melanociticos.

>> Qual a importância de examiná-los?

Os nevos melanocíticos podem se transformar em um melanoma. A chance de isto ocorrer depende de inúmeros fatores como quantidade de nevos do indivíduo, tamanho do nevo e cor da pele, entre outros.
Os nevos melanocíticos podem simular melanomas, principalmente quando apresentarem as características de assimetria (A), bordas irregulares (B), mais de uma cor (C) e tamanho superior a 6 milímetros de diâmetro (D).  Essa é a regra básica do ABCD do melanoma, se o nevo melanocítico estiver com qualquer um desses sinais deve ser rapidamente mostrado a um dermatologista.

>> Sinais de alerta!

Você mesmo pode ajudar no auto-exame, identificando algumas características que devem indicar a procura imediata de um especialista:

• Pintas que sangram, coçam ou ardem;

• Características do ABCD: Se o sinal sofre modificação se tornando assimétrico (A), bordas irregulares (B), mudança de cor (C), e aumento de tamanho dentro de um curto período de tempo.

>> Quais exames ajudam no diagnóstico?

Para chegar ao diagnóstico dessas lesões, é usado o dermatoscópio, aparelho que permite ampliar a imagem da pele, proporcionando uma visão em profundidade, facilitando a análise e documentação dos nevos, especialmente quando existe a necessidade de acompanhar a evolução do quadro clínico.

Pacientes com múltiplos nevos se beneficiam também do exame de mapeamento corporal. O mapeamento corporal é realizado por especialista nesse exame, na qual são utilizados aparelhos mais sofisticados e irão fotografar todo o indivíduo e seus nevos e detectar precocemente modificações ou aparecimento de nevos com potencial maligno.

Quando a pele apresenta manchas e pintas com aparência dúbia, a dermatoscopia aumenta a acurácia diagnóstica e assim, ajuda a priorizar as pintas que devem ser removidas, evitando a retirada desnecessária de uma lesão.

>> Quais cuidados devem ser tomados com os nevos melanocíticos?

• Evitar a exposição solar excessiva, principalmente pessoas de pele clara e com muitas pintas.

• Aplicar na pele filtro solar com fator de proteção 30 diariamente e reaplicar a cada duas horas.

• Evitar os horários de maior incidência de raios UV, entre as 10h e 16h.

• É fundamental visitar, pelo menos uma vez por ano, um dermatologista para que as pintas sejam avaliadas.

Para agendar uma consulta, CLIQUE AQUI!