CATEGORIAS

Home / Saúde  / Foliculite é o nome de um problema bem comum: O PELO ENCRAVADO!

Foliculite é o nome de um problema bem comum: O PELO ENCRAVADO!

O pelo encrava porque está fraco e não consegue ultrapassar a barreira superficial da pele.

É causada pela infecção por bactérias do tipo estafilococos. A invasão bacteriana pode ocorrer espontaneamente ou favorecida pelo excesso de umidade ou suor, raspagem dos pelos ou depilação.

Quando superficial, a foliculite caracteriza-se pela formação de pequenas pústulas (“bolhinhas de pus”) centradas por pelo com discreta vermelhidão ao redor. Alguns casos não apresentam pus, aparecendo apenas vermelhidão ao redor dos pelos. Quando as lesões são mais profundas, formam-se lesões elevadas e avermelhadas que podem ter ponto amarelo (pus) no centro. Pode haver dor e coceira no local afetado.

Em geral, afligem mais as peles morenas, negras e amarelas, mas isso não impede que qualquer outra pessoa também tenha. Nas mulheres o problema é maior na virilha e pernas e nos homens, na barba.

foliculite

>> CAUSAS
OS MOTIVOS SÃO VARIADOS:

– depilação com cera é a que mais leva ao aparecimento dos pelos encravados já que os pelos arrancados têm mais dificuldade de voltar à superfície porque a glândula sebácea próxima ao pelo entope.

– calças apertadas (de tecido sintético e/ou jeans) e calcinhas também agravam o problema na virilha já que deixar o local quente, úmido e machucado é criar um ambiente perfeito para as bactérias.

– a lâmina usada incorretamente pode piorar o quadro principalmente no caso de virilha e barba.

– o excesso de esfoliação e cremes gordurosos ou óleo corporal também podem ser agravantes.


>> COMO TRATAR?
O tratamento é feito com antibióticos de uso local ou sistêmico, específicos para a bactéria causadora e cuidados anti-sépticos, além de evitar fatores predisponentes, como a depilação mecânica.
A depilação a laser é a melhor solução para evitar os pelos encravados. É um método seguro, prático e duradouro.


>> ALGUMAS DICAS

– Nas axilas, a recomendação é usar desodorante líquido e deixar de lado os roll on e em creme.

– Depilar ou barbear de preferência após o banho, quando a pele estiver bem hidratada. Utilizar a lâmina de forma bem suave, não com força e nem no sentido contrário ao crescimento do pelo e deixá-lo rente à pele.

Algumas lesões podem necessitar de drenagem cirúrgica. O dermatologista é o médico mais indicado para o correto diagnóstico e tratamento da foliculite.

Consultoria:
Dra. Adriana Awada – Dermatologista
CRM 62.432
Para mais informações sobre como tratar a Foliculite, ou agendar uma consulta, CLIQUE AQUI!